Sexta-feira, 23 de Abril de 2021, 13:28h

O presidente do CREFITO-14 participa de Fiscalização junto o MPPI em Hospital Estadual de Cocal

Publicado em: Segunda-feira, 05 de Abril de 2021, 12:03h - Por: Ascom CREFITO-14

 

O Presidente do CREFITO-14, Dr. Rodrigo Amorim, participou na última quinta-feira (25), de inspeção virtual, no Hospital Estadual Joaquim Vieira de Brito, localizado no município de Cocal. Reunião realizada pelo Ministério Público do Piauí, por meio da Promotoria de Justiça de Cocal e com apoio do   Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde - CAODS.  A videoconferência teve como discussão inicial entre os representantes do Ministério Público Estadual e gestores municipais de Cocal, do hospital e da saúde do Estado sobre o cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta entre o MPPI e o município para melhorias na parte estrutural, de equipamentos e recursos humanos da unidade de saúde. Pois consta algumas cláusulas, ainda, estão pendentes de cumprimento, como, por exemplo, a não aquisição dos aparelhos de Raio X Móvel e Ultrassonografia.

A partir disso os promotores de justiça Túlio Mendes e Cláudia Seabra cobraram explicações dos gestores municipais e estadual sobre a falta desses equipamentos e outras pendências para regularizar o nosocômio às normas sanitárias. Ficou acordado a  direção do hospital e o município, que envie uma relação dos equipamentos comprados com os recursos repassados pela Sesapi; as escalas dos profissionais em atividade, já que os dados do CNES estão desatualizados; e por último, apresentar as listas de insumos, medicamentos e materiais. Também, deve enviar documentos à DIVISA e realizar contratação de mais profissionais.

Durante a vistoria no Hospital Estadual, a Promotora de Justiça , Cláudia Seabra, chamou a atenção para a necessidade de constituição de consórcios entre os municípios a fim de otimizar a assistência a população da planície litorânea. Após a reunião a equipe de fiscais ficou responsável pela elaboração de relatórios técnicos que serão enviados à Promotoria de Justiça de Cocal e ao CAODS para adoção de medidas com vistas a melhorar o funcionamento do hospital.


Fonte: Inspeção, fiscalização, crefito14.